Fotografo: SECOM-MT
...
Dados preocupante.

Cinco médicos e 18 enfermeiros e técnicos de enfermagem morreram em decorrência da Covid-19, até esta terça-feira (21) em Mato Grosso.
 
Os dados que O Bom da Notícia teve acesso são do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e do Conselho Regional de Medicina (CRM). Mais de 900 profissionais já foram infectados, de acordo com o órgão.
 
Na região Centro-Oeste, Mato Grosso lidera o ranking com o maior número de óbitos dos profissionais de saúde que, comumente, estavam na linha de frente no enfrentamento ao vírus. E fica em 2º lugar com mais casos registrados de mortes de profissionais da enfermagem.  Em em sexto lugar no Brasil nos registros destes óbitos envolvendo enfermeiros e técnicos.
 
Na região Centro-Oeste, Mato Grosso lidera o ranking com o maior número de óbitos dos profissionais de saúde que, comumente, estavam na linha de frente no enfrentamento ao vírus. E fica em 2º lugar com mais casos registrados de mortes de profissionais da enfermagem. 
Já foram registrados 662 casos de enfermeiros e técnicos infectados pelo novo coronavírus no estado. Entre os médicos, o número de infectados e óbitos é menor. Até o último sábado (18), 260 médicos foram infectados pela doença.
 
A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou, até a tarde dessa segunda-feira (20), 35.673 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.386 óbitos em decorrência do coronavírus.
 
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 290 internações em UTIs públicas e 395 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 91% para UTIs e em 58% para enfermarias.
 
Dos total, 16.560 estão em monitoramento e 17.727 estão recuperados.
 
Dentre os 10 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (7.698), Várzea Grande (2.709), Rondonópolis (2.468), Lucas do Rio Verde (1.972), Tangará da Serra (1.562), Primavera do Leste (1.389), Sorriso (1.341), Sinop (1.179), Nova Mutum (953) e Pontes e Lacerda (780).