Fotografo: Jose Walace.
...
Pedrinho, Fabio e Silvio Fidélis.

Os diretores da Rede Municipal de Ensino de Várzea Grande foram homenageados na Câmara Municipal na manhã desta quinta-feira (20.02). A sessão solene foi requerida pelo líder do Poder Executivo, o vereador Pedro Paulo Tolares – Pedrinho (DEM).

Tolares lembra que a Casa de Leis está de portas abertas para os profissionais da Educação e que o ato é para reconhecer os serviços prestados à população várzea-grandense. “Estamos mostrando a importância do trabalho de vocês diretores ao nosso município. Eu sou professor e sei da responsabilidade do cargo do diretor. Todos os vereadores desta Legislatura estão a favor dos profissionais da educação e sempre iremos lutar por vocês”, disse Pedrinho.

O secretário de Educação, Sílvio Aparecido Fidélis destaca o trabalho de dedicação do diretor e de outros profissionais da área educacional. “Muitas vezes a pessoa deixa sua casa, seus filhos, marido para cuidar de assuntos da unidade de ensino. Estamos tendo mudança no nosso município por meio da educação, várias escolas estão sendo reformadas e também outras sendo construídas. Quero parabenizar a Câmara por aproximar também os nossos alunos do parlamento”, declara Fidélis.

A diretora do Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Abdalla José de Oliveira e presidente do Conselho Municipal de Educação, Eva Paula Vieira Santos, fala que é importante ter o trabalho reconhecido. “Estou muito feliz por viver este momento ímpar. Quero agradecer a Câmara Municipal por valorizar e reconhecer o nosso trabalho na educação”, disse a diretora.

Também participou da solenidade o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM), os vereadores Carlos Garcia de Almeida – Dr. Carlos Garcia (PSB), Gisele Aparecida de Barros – Gisa Barros (PSB) e a diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Jonas Pinheiro e presidente do Conselho Municipal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), Carla Letícia Oliveira Borges.