Fotografo: Assessoria.
...
União, Cuiabá e VG

Foi dado o primeiro passo para a criação de uma rede de combate e atendimento unificado a população neste período de pandemia do Coronavírus. Na tarde desta quarta-feira (25), o prefeito Emanuel Pinheiro esteve em companhia da prefeita Lucimar Campos juntamente com os secretários de Saúde dos dois municípios e seus devidos comitês de enfrentamento para dialogar e definir as medidas que guiaram a região metropolitana durante o isolamento social.

O prefeito de Cuiabá destacou a vontade política que une Cuiabá e Várzea Grande neste momento de pandemia e destacou que as fronteiras entre as duas cidades devem ser superadas para minimizar os impactos da doença na população da região metropolitana.

“Nós já estamos executando ações preventivas, cada um à sua maneira, mas agora nós temos que preparar o segundo passo, que é a rede de atendimento. Temos que construir essa rede, como vai ser esse atendimento. Por que as ações tem que acontecer com antecedência, não vamos esperar o problema chegar, deus queira, vamos rezar e trabalhar para isso, para que não chegue, mas se chegar, que chegue com a menor intensidade possível na população. Como gestores nós temos que nos preparar”, destacou o prefeito de Cuiabá.

Como as duas cidades mais populosas do Estado e referência em atendimento de saúde para muitos municípios do Estado, a intenção dessa unificação é padronizar prevenção e atendimento e unir recursos, para minimizar o contágio na região metropolitana e consequentemente em todo território de Mato Grosso.

Ciente da gravidade da situação, a prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos agradeceu a disposição de Pinheiro e sua equipe.

“Eu quero aqui, Emanuel, dizer que é uma preocupação muito grande o que estamos atravessando. Nós somos uma cidade de 300 mil habitantes, nós não temos capacidade de fazer um trabalho como nós gostaríamos de fazer, mas eu acho que, com toda certeza, essa nossa união vai nos dar condições para realizar um atendimento melhor. Por isso, quero agradecer a sua presença e sua atenção conosco em Várzea Grande”, disse a prefeito Lucimar Campos.

As medidas que resultarão da união de ações dos dois maiores municípios de Mato Grosso serão apresentadas ao Governo do Estado como contribuição para as decisões que nortearam o combate em todo o Estado, que será capitaneada pelo Governador , como ficou estabelecido em última reunião no Palácio Paiaguás na última segunda-feira (23).

“O timoneiro de Várzea Grande é a prefeita, o timoneiro de Cuiabá é o prefeito, o timoneiro do Estado é o governador. Então ele tem que assumir a liderança. Mas nós queremos colaborar com o Governo do Estado, porque sabemos o que fazer. Aqui é a rede básica, a mais importante e na hora do desespero, a maioria dos municípios do Estado não tem condições e vão vir para cá, e nós não podemos negar atendimento”, finalizou Pinheiro.