Fundado aos 11 de setembro de 1990 pelo CEO jornalista Eraldo Mendes

Cidadão Repórter

65992814942
Várzea Grande(DF), Segunda-Feira, 08 de Março de 2021 - 08:43
22/02/2021 as 19:17 | Por Da Redação | 218
Deputado do Valo do São Lourenço a um paço para assumir a presidência da AL MT.
Botelho aguarda notificação para realizar nova eleição.
Fotografo: Divulgação.
Max Russi.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes suspendeu, nesta segunda-feira (22), a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), que reconduziu o deputado Eduardo Botelho (DEM) à presidência da Casa de Leis e determinou nova eleição em 48 horas.

“Determino, ainda, a realização subsequente e imediata de nova eleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso, biênio 2021/2022, vedada a posse de parlamentares que compuseram a Mesa nos biênios 2017/2018 e 2019/2020, nos mesmos cargos. Comunique-se”, aponta trecho da decisão.

O deputado estadual adiantou que não tomou conhecimento da decisão, porém, assegurou que realizará um novo pleito.
A assessoria jurídica fará uma consulta sobre o ingresso de um recurso para suspender a decisão, caso não seja possível, uma nova eleição será realizada.

Com esta decisão, a tendência é que Botelho passe a ocupar a primeira-secretaria com a inversão de postos com o parlamentar Max Russi (PSB). O socialista se tornaria o novo presidente do parlamento estadual.

“Não estou sabendo dessa decisão. Suspendeu? Então vamos fazer outra eleição”, disse Botelho.

A ALMT será comunicada sobre a determinação e terá o prazo de 48 horas para realização de uma nova eleição.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil