0

Portal fundado aos 11 de setembro de 1990 pelo CEO fundador Eraldo Mendes

Cidadão Repórter

65992814942
Várzea Grande(DF), Sábado, 28 de Novembro de 2020 - 11:31
03/11/2020 as 07:58 | Por Reprodução. | 199
Ex-secretário ameaçar esfaquear prefeito no interior de Mato grosso.
‘Te meto a faca’, diz ex-secretário ao ameaçar prefeito
Fotografo: Gazeta.
Dicutição.

O prefeito de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), Francis Maris (PSDB), foi ameaçado de morte pelo ex-secretário de Obras Públicas e ex-vereador, Tarcísio Paulino, enquanto discursava em ato político do candidato Paulo Donizete (PSDB). As imagens foram gravadas no último domingo (1).


No vídeo, o homem aparece nervoso, até que é contido por pessoas ao redor. Em dado momento, ele ameaça Francis. “Se você falar mais uma vez de mim, eu meto a faca no seu bucho, seu vagabundo”. O prefeito então responde: “você era o secretário de Obras, rapaz”.


O episódio ocorreu após Francis, em reunião de campanha no último sábado, criticar o ex-secretário de Obras. Na ocasião, o gestor acusou Tarcísio de desvio de recursos do transporte escolar, durante o mandato do ex-prefeito Túlio.
Ele então foi tirar satisfações com o prefeito, que o encontrou na Praça da Feira. Francis dava apoio político ao candidato Paulo Donizete (PSDB).

Após a ameaça, o chefe do Executivo municipal registrou boletim de ocorrência. “Tenho sido alvo de críticas políticas desde que me candidatei em 2012. Isso, quando feito com respeito e nos limites da lei, é bom para a democracia, mas ameaçar tirar a vida de alguém é algo muito sério e deve ser repreendido pelas autoridades”, disse.


Porém, o ex-secretário de Obras Públicas se arrependeu do ocorrido, e disse que fez as ameaças “em um momento de raiva”.


“Eu fiz isso (ameaça) no momento de raiva porque o prefeito vem falando besteira. Insinuando que eu desviei recursos do transporte escolar. E, isso não aconteceu. Nunca roubei nada da prefeitura. Eu só gostaria que ele me respeitasse assim como eu o respeito, até mesmo porque eu nunca falei nada sobre ele. Se eu fiz coisa errada ele deveria me processar. Não falar besteira”, explicou.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil