Fotografo: Divulgação.
...
PM-preso

Delegacia Municipal de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá) prenderam, no sábado (3), o sargento PM Carlos Wagno de Oliveira, autor do disparo que matou o jovem Jonath da Silva Rosário, de 23 anos.
 
O caso aconteceu na noite da última quarta-feira (30), na região central de Chapada.
 
A prisão preventiva dele foi decretada pela Juízo da 2ª Vara Criminal e Cível de Chapada.
 
O mandado de prisão foi expedido na sexta-feira (2) e cumprido na manhã de sábado.
 
O militar já estava afastado de suas funções, por determinação do Comando Geral da Polícia Militar.
 
A prisão preventiva foi feita após a representação do delegado Hércules Batista Gonçalves, na Delegacia Municipal de Chapada.
 
O delegado descreveu, em sua representação, "que as imagens das câmeras de segurança demonstram claramente que o disparo que matou Jonath ocorreu sem nenhuma necessidade".
 
Diz ainda o relato "que, inicialmente, os policiais militares descreveram que houve a necessidade de reagir à conduta do jovem, que não teria aceitado uma abordagem e ameaçava a integridade deles".
 
Porém, as imagens mostram que o tiro disparado pelo sargento Wagno ocorreu após a vítima já ter passado pelos PMs, quando não havia nenhum risco aos militares.
 
O delegado citou ainda que Jonath não representava nenhum risco aos policiais, pois não portava nenhuma arma.
 
Ele colocou como necessária a prisão por conta da gravidade do fato, indício suficiente do autoria e necessidade de dar resposta à sociedade, que ficou chocada com o crime.