Sem nunca ter sido eleito, senador de MT chama Janot de "sem caráter"


Medeiros criticou a postura de Janot, que também alfinetou a eleição para a Câmara de Deputados

POLÍTICA Publicada: 11/11/2017 06:56:19 Autor: Da Redação
Foto: Divulgação
Medeiro.

O senador José Medeiros (Podemos), durante sessão do Congresso Nacional, realizada no plenário da Câmara dos Deputados na última quarta-feira, criticou duramente o ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que em uma palestra no Tribunal de Contas (TCE) em Cuiabá, esta semana, defendeu uma reforma política extensa. Janot citou como exemplos de senadores que entraram como suplentes, sem serem votados, após os titulares assumirem cargos como de ministros.

Para o procurador, os suplentes não tem compromisso social. “Eu não sei se vocês já se deram conta, mas nós temos alguns Senadores da República que estão ocupando a senadoria sem ter tido nem mesmo um voto. Não tiveram voto nenhum, zero! O sujeito era suplente daquele que fez campanha, ninguém nem mesmo sabia quem era a pessoa! Aí o Senador é chamado para ocupar um Ministério, o Senador é chamado para alguma coisa, assume o suplente. Qual é a representatividade que tem essa pessoa? Voto zero! Qual a legitimidade? Voto zero! Qual é a vinculação, qual é o compromisso que essa pessoa tem?”, questionou Janot, na ocasião.

Medeiros criticou a postura de Janot, que também alfinetou a eleição para a Câmara de Deputados. “Seguindo a mesma linha de raciocínio, o senhorJanot também criticou a forma de ingresso na Câmara dos Deputados, com eleição de candidatos beneficiados pelas coligações. O senhor Janot se acha na condição de julgar o Legislativo brasileiro completo. Ele se acha na posição de julgar a Câmara e o Senado Federal. Portanto, é o dono da verdade, o incorruptível, o dono de toda legitimidade, o santo e o imaculado”, ironizou o senador.

Medeiros ainda detalhou que ele e Cidinho Santos (PR) são senadores por Mato Grosso que eram suplentes. "O senhor Janot, o senhor foi ao meu Estado para desancar dois Senadores! O senhor deveria ser mais elegante. O senhor deveria ser mais elegante, Sr. Janot! O Estado de Mato Grosso não tem vergonha da sua representatividade. Sabe por quê? Porque, quanto ao voto que foi dado para cada suplente, estava no material publicitário o nome do suplente, estava na urna. Então, o povo de Mato Grosso não votou enganado. O senhor me respeite! O senhor me respeite quando for ao meu Estado!", desabafou.

O senador terminou o discurso mantendo o tom áspero. “O senhor demonstrou para o Brasil inteiro que o senhor não tem caráter. O pior de um homem não é ter mau ou bom caráter. O problema do homem é não ter caráter, e o senhor, no dia em que deu aquela entrevista gaguejando para o povo brasileiro, quando o senhor veio para a frente da TV, ao vivo, dizer que existiam graves denúncias, que existia um vídeo grave, muito grave, contra Ministros do STF, quando, na verdade, a coisa era contra o Ministério Público, e o senhor disse que era com o STF, naquele momento, para mim, o senhor acabou”, completou.

https://youtu.be/2QUEZUAv2jM

Comentários

Comente está notícia:

Entrar na Rede SBC Brasil