Fundado aos 11 de setembro de 1990 pelo CEO jornalista Eraldo Mendes

Cidadão Repórter

65992683333
Várzea Grande(DF), Segunda-Feira, 08 de Agosto de 2022 - 09:34
28/06/2022 as 07:16 | Por Da Redação |
Governador quer barrar uso de emendas para shows nacionais
Governador quer barrar uso de emendas para shows nacionais
Fotografo: Divulgação.
Mauro-Mendes.

O governador Mauro Mendes (União Brasil) afirmou que enviará um projeto de lei à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) no qual pretente limitar o uso de emendas parlamentares para contemplar apenas artistas mato-grossenses.

 

O anúncio foi feito pelo chefe do Executivo estadual durante evento de entrega de ônibus no Palácio Paiaguás na tarde desta segunda-feira (27). À imprensa, o gestor afirmou que pretende sanar as muitas polêmicas em torno do uso de emendas.

 

Os apontamentos do governador foram feitos em meio à discussão entre o uso de R$ 450 mil, destinado via emenda parlamentar pelo presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho, para um reality show em Várzea Grande.

 

Ainda neste contexto, a destinação de recursos públicos também se tornou uma polêmica pela realização de shows nacionais, sobretudo eventos sertanejos, que estão sendo apurados pelo Ministério Público de Mato Grosso.

 

Ao falar sobre o tema, o governador afirmou que encaminhará o projeto à Casa de Leis para "acabar com todas essas confusões". A proposta, segundo Mendes, é normatizar o uso de emendas parlamentares de forma a criar um "freio" para situações polêmicas.

 

"Vou mandar uma lei para Assembleia que vai limitar esses recursos da Cultura aos artistas mato-grossenses. Se alguém quer fazer show nacional, tudo bem, pode fazer. Ninguém vai ficar proibido de fazer. Agora, o dinheiro público mato-grossense é para apoiar os artistas mato-grossenses, a Cultura mato-grossense", afirmou Mendes.

 

Questionado se a medida poderia representar uma ação eleitoreira devido ao cenário de disputas, Mendes afirmou que toma posicionamentos que acredita serem os mais corretos, independentemente de suas atitudes renderem ou não votos.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil